quarta-feira, 23 de junho de 2010

Musiquinha Chiclete

Eis que hoje surgiu e ficou em minha mente como uma daquelas músicas chiclete a seguinte indagação: “Como pensar num futuro diante do caos em que se encontram as mentes humanas, que estão cada vez mais degeneradas pela mídia e pela máquina de governo, que só suga o que provem do suor dos cidadãos?”

Para responder ao questionamento, é interessante demonstrar para o povo, que ele, atualmente, só conclama o que estes meios disseminam como o interessante, o que é valioso aos seus interesses, o da moda, o consumo em doses próximas da overdose, quando na verdade, deveriam ter a capacidade de perceber (esta fora aniquilado pelo sistema de educação), que estão sendo transformados em marionetes de diversos tamanhos (criança, adultos e idosos), que servem para desviar a atenção do que é correto e probo para o prol da coletividade; ficando, assim, estes seres, sem possibilidade de questionar, e também com os olhos “tapados” para quase tudo que não é valorado pelos canais acima propagadores do estilo de sociedade, que em suma, deve ser falida, endividada, aniquiladora do pensar e que esta sujeita a qualquer forma de submissão e exploração.

E de pensar que o povo já foi mais inteligente em sua origem, sempre pensando em alternativas para manutenção de seu futuro, de sua espécie, e abriu mão de parcela de sua liberdade para dar vida ao Estado Soberano, não obstante, só o fez para manutenção de sua vida em sociedade, para preservação da Paz Social (teoria do contrato social de Rousseau); fez também revoluções para sair do ostracismo espiritual, intelectual e moral, resultando, inclusive, em rupturas de regimes de força, que inauguraram vários Estados Democráticos de Direito, como o que aconteceu com a promulgação da Constituição da República Federativa de 1988. Daí surge outros questionamentos. E para que fez as revoluções! Pra que? Para que nós cidadãos, confundam, libertinagem com democracia? Sim, é isto que esta acontecendo no dito e repetido Estado Democrático de Direito. A democracia se transformou na máxima ausência de poder, pois o cidadão faz o que bem entender, assim como o governo também o faz, e aumenta as cargas tributárias ao bel prazer; e lesa o patrimônio a cada dia com milhões de corrupções dos governantes desta pseudo-república, pois o Rei, sim, o nosso Luís, que não é o XIV, mas que ainda acha que o Estado é ele, “tapa” os seus olhos diante do compromisso que prestou de cumprir fielmente a Constituição e ainda por cima palpita sobre a paz mundial em seu cargo de guia e põe em risco a nossa soberania. Para resumir: Todos rompem o acordo de vontades feito na origem, o contrato social e se aproximam da selvageria e das cavernas. Que desmoralização de Estado! Saímos da evolução para libertinagem em escala máxima na terra dos tupiniquins.

Agora, diante do que fora exposto, e ainda pensando e tentando responder a indagação do parágrafo inicial, penso, que, em primeiro lugar, reconhecer que nos tornamos uns imbecis, e presas fáceis da manipulação já seria um bom começo de mudança, para a partir daí começar a se pensar em futuro. Devemos quebrar o condicionamento de ingerência da mente criativa que fora imposto de cima para baixo e construir algo de novo; bem diferente do que o mostrado por aqueles veículos já referidos.

Desta forma, para pensar num futuro diferente deste presente horrível, temos que votar para valer, fiscalizar as ações de governo, ver se o nome do candidato que estamos propensos a votar, estar ou não na lista dos ficha-limpa, e analisar os programas de governo para ai sim, poder cobrar; dizer não ao assistencialismo aniquilador e que metamorfoseia o homem em vegetais que não quer mais este tipo de sujeição mascarada. Devemos propagar o “cansei”, cansei de imundices, de idiotices, de governos de merda, da mídia que não acrescenta nada, de pessoas piegas e manipuladoras; cansamos de tudo que nos faz pensar em desistir e se sujeitar, pois todos nós queremos mudanças.

Então, vamos dar atenção aos ventos que sopram, olhar diferente para os lados e quem sabe, começar a propor e pensar, sim, de maneira diferente do óbvio.

26 comentários:

Bruno Rodrigues disse...

Estava lendo seu texto até chegar em "para preservação da Paz Social (teoria do contrato social de Rousseau)".

Parei pra ver seu perfil, pois, quantas pessoas conhecem a obra prima do suíço Jean-Jacques Rousseau ? ? ?

Este post esta direcionado a quem ? ? ? Como exigir de um povo que em sua maioria nem conseguiu concluir o 2º grau ? ? ? Com argumentos de Rosseau ? ? ? Quem sabe Michel Foucault ? ? ?

Vamos divulgar as idéias de Rosseau nas praças, escolas, vamos dizer que "O homem nasce livre, e por toda a parte encontra-se acorrentado" pela Mídia e pelo Governo. Simplesmente vão nos chamar de loucos.

Contudo, se cada um fizesse um pouquinho, seja por concepção Religiosa, seja por consciência social, talvez conseguíssemos melhorar um pouco nossa sociedade - ou não.

BR.

http://vininews.blogspot.com
http://deusehmaior.blogspot.com
http://espacocolorado.blogspot.com

A Cerca De Mim. disse...

blog lindo amei amei
comenta&segui
http://blogsecia27.blogspot.com/

Vc curte rock? disse...

Essas músicas colam nas nossas cabeça que nem ameba. kkkkkk

Geralmente, essas músicas chiclete são muito ruins. affffffffffff (Haja saúde e otimismo!)

Ana Paula Moreto disse...

Realmente, hoje somos seres manipulados pela mídia, pelo governo, não vivemos em paz. Esse é um assunto complexo, que exige atenção e reflexão. Você escreve muito bem, está de parabéns. Admirei como vc escreve e como consegue expressar sua opinião, uma opinião que é digna de aplausos, porque não são todos que conseguem pensar dessa maneira. Parabéns.

Francorebel disse...

Chiclete a gente aproveita bem o docinho e depois cospe no lixo.

Macaco Pipi disse...

ACHO ENGRAÇADO QUE AS PESSOAS ADMITEM UMA MANIPULAÇÃO E SÓ...SÓ ACEITEM :)

Jeh Pagliai disse...

Infelizmente já sofri muito desse "mal"...
Qnto mais qremos tirar essas musicas da cabeça, mais elas "grudam" mesmo como chiclete...

UM HORROR!

Beijinhos

---
www.jehjeh.com

Papéis ONline disse...

Oi, desculpa eu sei que é chato, mais bem hoje eu tô aqui mesmo para fazer propaganda, ^^ é de um projeto que realmente vale a pena ser divulgado, o papéis de circunstâncias, http://papeisonline.blogspot.com/ confira, leia comente e participe da nossa seletiva de Contos e Poemas

Filippe disse...

Parabens pelo blog

Diego disse...

Citar Rousseau nunca é demais. Porém, é a abertura para podermos citar grandes outros nomes da história e sociologia mundial. Como Karl Marx, que usou, inteligentimente as idéias de Rousseau quanto a "alienação". Pois, fois desde a publicação de Rosseau que o termo passa a predominar com a idéia de privação, falta, exclusão, o que pode, hoje, ser ainda mais a fundo. A sociedade é, cada vez mais, condicionado a um estado de inercia, assistindo a destruição das conquistas daqueles que vieram antes de nós, sempre atônitos e estaticos, o que só contribui para um mundo pior. O texto é muito bom, ótimas bases históricas, vasto conhecimento sociologico. A partir disso, não me resta o que falar de quem o escreveu, apenas parabeniar.! Sucesso com o blog. www.diiegopauliino.blogspot.com

KALLOURO disse...

o grande problema sao as midias sociais que fica nos alienando

Guilherme Lombardi disse...

muito bom o texto e o blog, parabéns!

Theo disse...

Copa do mundo é o maior exemplo que temos meu companheiro, é íncrivel como o povo se reune com familia e amigos para torcer feitos doentes nascionalistas.
Temos agora uma desgraça no Alagoas e Pernambuco, e tudo que vemos na TV são 3 contados minutos de 'solidariedade'.
Ano pasado tivemos o caso da Região, e todos ajudavam. Queria saber o motivo do abandono das pesoas para com o nordeste, será a copa, os festejos juninos? Tenho certeza que não.
Perguntar não OFENDE.

Fabricio bezerra da guia disse...

Como pensar num futuro diante do caos em que se encontram as mentes humanas, que estão cada vez mais degeneradas pela mídia e pela máquina de governo, que só suga o que provem do suor dos cidadãos?

Isso não gruda fácil na minha cabeça.

Bom mesmo assim é dificil fugir da manipulação da mídia.as pessoas dizerm que a globo e a veja manipulam,mas será se isso não é manipulação de outra mídia

Jéssica disse...

Muiro interessante seu blog...amo filosofia e concordo com a forma como vc aborda os assuntos..

Por que será que numa altura tão tecnológica, tantas inovações, ainda dão audiência para 'músicas' - se é que se pode chamar aquilo de música - e se esquecem de prestar atenção na porcaria da alienação que certas coisas promovem para desviar a atenção da roubalheira do governo?

Parabéns mesmo!

seuvicio disse...

Eu cansei de gente q quer enfeitar os textos com palavras q não domina e aplica tudo fora de lugar.

Fábio Flora disse...

Rousseau nas escolas? Foucault? O amigo aí em cima está em outro mundo. Nossas crianças precisam, antes, aprender a pensar, ler e escrever. Abraços e sucesso com o blog!

Fernanda disse...

Não penso em termos filosóficos, mas meu coração está brasileiramente tão cansado quanto o seu. Cansado da sensação de dever ter e não ter, de ser a incomodada e ter de me mudar, de ser a lesada e não ter a quem recorrer, de ver cada qual em sua própria sonífera ilha, em seu país particular. Um toquezinho sobre o título: está escrito "chichete" e não "chiclete", corrige lá. Beijos cansados e sucesso no blog!

Daniel Silva disse...

bom, agora acabou a copa e quem sabe os brasileiros comecem a pensar nas coisas sérias.

Franciele Valadão disse...

"Então, vamos dar atenção aos ventos que sopram, olhar diferente para os lados e quem sabe, começar a propor e pensar, sim, de maneira diferente do óbvio." Amei de verdade.!

Ítalo Richard disse...

Texto bem interessante que gera várias discussões. Mas acredito que hoje em dia as pessoas parecem querer ser manipuladas, somos livres para fazermos diferentes escolhas, e se as pessoas não a fazem, então não é problema só do sistema vigente.

Parabéns!

www.todososouvidos.blogspot.com

Guilherme Lombardi disse...

As pessoas gostam dessas musicas chicletes que manipulam suas mente e as transformam elas completamente em idiotas.

Jonatas Fróes disse...

Ao meu ver vivemos aquilo que a sociedade quer viver. A população está acomodada e o poder fica concentrado em mídias, governos e empresas. Se não houver mudança na postura popular, nada adianta.

[]'s

http://musikaholic.wordpress.com/

Anônimo disse...

E vc sua? Se suasse mesmo não teria tempo p/ escrever tanta abobrinha. hahahahahahahahahaha

Anônimo disse...

E vc sua? Se suasse mesmo não teria tempo p/ escrever tanta abobrinha. hahahahahahahahahahaha

Anônimo disse...

E vc sua? Se suasse mesmo não teria tempo p/ escrever tanta abobrinha. hahahahahahahahahahaha