domingo, 2 de maio de 2010

O texto que vou postar neste instante foi publicado aqui em 20 de outubro de 2009. Na época eu estava começando a usar o blog e nem sabia como divulgar os escritos. Neste interregno que se passou muitas coisas mudaram em minha vida, porém o sentimento do texto continua intacto. Por isso vou tecer alguns comentários a respeito dele para republicar. Penso que o “rabisco” tem uma forte influencia do autor Franz Kafka, pois na época que escrevi, eu estava muito envolvido na leitura de sua obra; e quanto ao conceito de dignidade, penso que minha influencia se dá devido a Kant. Em relação ao grande circo, o espetáculo esta cada vez maior.


Desta forma, quero dá uma direção para a leitura, sem jamais querer comparar meus "rabiscos" com os gênios descritos como referencia para mim. Boa leitura e reflexão sobre o grande circo que estamos sujeitos à todo instante.



O maior espetáculo da terra (repost devido ao mês de abril)

Hoje, ao despertar de um longo sono intranqüilo, cheguei a conclusão de que o grande circo só me reconhecerá se eu for como eles querem que eu seja: Um palhaço.Outra constatação que tive é que aprendi o método. Sim, eu tive exemplos claros nestes últimos meses de como devo ser para atingir tal reconhecimento que alguns almejam dentro da imensa lona. Não obstante, dentro dos meus conceitos axiológicos, penso que um se destaca, que é a dignidade, portanto não subirei no trapézio, não distribuirei bilhetes, não me equilibrarei na corda bamba, e não alimentarei também os leões para depois fugir da lona e deixar os outros palhaços no meio da jaula.Uma pergunta. O que fazer diante de tal espetáculo circense? Resposta das mais difíceis de responder, pois o grande circo não padecerá tão fácil, em razão de sempre caber mais um palhaço para animar o espetáculo.Enfim, serei apenas mais um a assistir ao espetáculo com a maior atenção. Rendo- me e reconheço que não tenho o talento para atuar como protagonista.

11 comentários:

Betty Gaeta disse...

Gostei muito do seu post. Para falar a verdade foi um dos melhores que encontrei aqui na blogosfera. Parabéns.
Bjkas e uma boa semana.

An I without a you disse...

Caramba você escreve muito bem! Obrigado pelo elogio que fez ao meu texto :D beijos

Tainá Abreu disse...

Você escreve muito bem. Parabéns. Tomara que um dia os meus 'rabiscos' se tornem tão bons quanto os seus. rs

filosofiadeliquidificador disse...

Obrigado pelos elogios!! Na verdade os "rabiscos" que leio no blogspot de vcs é que me dão inspiração para escrever os meus. Sejam vindas... e comentem sempre

N. disse...

muito bacana o texto!
bom que vc reconhece que não serve para isso, pq nos dias de hoje, o que não falta são pessoas se candidatando para "palhaços".

:*

B. disse...

Na verdade, você é o protagonista da sua própria vida!
Você se equilibra na corda bamba às vezes, sobe no trapézio, pula em uma pequena piscina, que poderia ser bem maior, que poderia ter chocolate ao invés de só água.
Mas a vida não é nadar em uma piscina de chocolate.
Mas pode ser um espetáculo onde você pode comer pipoca na arquibancada enquanto vê os outros caírem.
;)

Tainá Abreu disse...

estou te seguindo! *-*

Rodrigo disse...

B, gostei muito de seu comentário (...) Somos protagonistas da nossa própria vida sim, e nem sempre nadamos numa psicina de chocolate(...)Este texto tem em sua essencia o conceito de dignidade, de não se sujeitar ao trapézio a todo instante e manter sempre a serenidade(...)

Ranna Ramona disse...

Muuito bom o seu post.
Escreve super bem , demostra sentimentos em palavras .
Como estao dizendo : "somos protagonistas de nossas próprias vidas " e nem sempre andamos em uma "piscina de chocolate" < CONCORDO PLENAMENTE.
Enquanto uns podem estar numa boa , outros podem estar péssimos , caindo;
Parabéns pelo post .

♥♥NaNnA BeZeRrA♥♥ disse...

Bem, de qualquer maneira somos os grandes protagonistas de nossa estória.Palhaços? Sim. Tantas vezes o somos. Rimos quando a vontade era de chorar...E nessa vamos falseando a nossa cara, pintando-a de acordo com o momento. Falta de personalidade? Sei lá...sei que é assim!
devagar vou lendo seus textos e postando minhas opiniões, viu?
beijo grande
luz e pax!

Rodrigo disse...

Mais um vez agradeço aos que vieram ler o meu texto. Na medida do possível vou responder a todos.