quarta-feira, 26 de maio de 2010

Modernização do judiciário e composição de conflitos socias de maneira alternativa

Decidi escrever sobre a nossa jurisdição e darei uma opinião à respeito da modernização do judiciário e de se incentivar a composição dos conflitos sociais de maneira alternativa

O objetivo de se modernizar o Judiciário Brasileiro e incentivar a composição dos conflitos é o combustível para fazer com que o século XXI possa a vir a sê-lo, o que realmente o homem veio a encontrar a sabedoria para lidar com os problemas sociais, e julgar seus semelhantes, não somente pela aplicação da lei nua e crua, mas sim, pelos princípios que estão acima de qualquer lei, e em especial, que se baseie na condição de que o homem deve ser livre, pois, desta forma, nasceu; que precisa ter dignidade sempre em seu dia-a-dia e; que seus direitos fundamentais sejam respeitados por todos.

Para isto que fora acima exposto seja posto em prática e vire realidade, o Estado deve cada vez mais incentivar a solução de conflitos pela sua composição, e que esta seja pela via alternativa.

Em qualquer pesquisa ou observação que se faça sobre a sociedade veremos que em muitas vezes o Direito é duro demais, e que a privação de liberdade transforma o sujeito num profissional do crime após a sua sujeição carcerária. É necessário que ocorra a reforma de algumas leis para que o judiciário se modernize, e dê mais ênfase na história de vida daquele que delinqüiu, e com isto, saber qual a melhor alternativa para a reinserção na sociedade, pois o fato de ter errado, feito um besteira, não deve ser justificativa para lhe pôr na condição de um animal numa cadeia pública. Deve ser levado em conta que este sujeito é como todos nós e que possui fraquezas.

Desta forma, a responsabilização penal, em determinados casos, que devem ser objeto de estudo, deve ser substituída por uma medida educacional de reinserção, para assim, deixá-lo entregue as privações humanas somente nos casos de que o meliante esteja num estágio de delinqüência em que a sua recuperação seja quase um fardo.

Os conflitos civis também devem ser objeto de medidas que visem a composição, mas sempre no sentido de manter a dignidade da pessoa humana, e que seus bens sejam resguardados.

Assim, quando um conflito ocorrer deve-se incentivar que a sua solução seja, prioritariamente, amigável, a fim de que não haja vencidos e vencedores, e sim solução e o restabelecimento da paz social.

E para concluir, se a justiça caminhar pelas idéias aqui propostas, poderemos nos orgulhar de viver numa sociedade mais amiga, digna, e voltada para solução de seus problemas sem a quase sempre estressante e lenta justiça. Utopia? Não sei, mas que seria bom viver este século XXI desta forma, em que a sociedade seria mais doce; isto sim seria!

7 comentários:

Ká ou Kaká. disse...

Rodrigo, brilhante seu texto. Como cidadã, tenho, muitas vezes, uma sede até perversa de justiça. Mas como psicóloga concordo com vc. Temos q oportunizar trabalho e educação pra resgastar quem se perdeu no meio da caminhada.

Bjos.

Ana R. disse...

Vai ter que me desculpar, mas eu não concordo; não vai ser analizando a história tragica de um individuo que se encontra uma "desculpa" para não puni-lo pelos seus atos. Fora isso, concordo plenamente: as penas alternativas não vão ter tanto peso e podem ajudar o individuo a se reintegrar na sociedade. Mas a base disso tudo eu creio que está na educação; não só o ensino nas escolas mas também o convívio e educação social.

Abraços,
até mais

Macaco Pipi disse...

MUITO BOM
TUDO COMEÇA COM A SOCIABILIDADE POLITICA!

Macaco Pipi disse...

GOSTARIA QUE PARTICIPASSE

A COMUNIDADE PRA TODOS QUE NAO SAO CALOTEIROS:

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=93937074

Thamyzinha Iwasaki disse...

nossa adorei o post, por mais que eu não entenda muito disso ainda, bem vou começar a fazer direito e concerteza vou aprender + e +.
mais gostei.

xau

Roger disse...

Muito legal esse seu blog, cara, eu gostei bastante, e esse seu post foi muito legal, eu concordo plenamente com vc...

klaudinha ribeiro disse...

oie.. entendi tudo.. rsrs mentira..
mas amei o parágrafo q diz sobre não causar vencido ou vencedores.. mas que a paz seja restabelecida.. o mais importante neh??
bjobjo...