sábado, 22 de maio de 2010

A filosofia de liquidificador


O ler e o escrever, amigos, é o mais simples, fácil, elementar e vulgar. O homem pode ler mil livros e escrever mil outros, e continuar a ser o mais vazio dos seres. O difícil é caminhar ao encontro da beleza, da essência, do refletir, e isto se torna cada vez mais raro neste mundo de homens sem ou com idéias fabricadas e manipuladas, que pensam serem os detentores de um saber esquizofrênico, que muitas vezes é moldado pelos quinhões que recebem para saírem por ai, e propagarem uma pseudo-intelectualidade de “botequim”. Para resumir esse singelo pensamento, basear-me-ei num célebre gênio, um dos maiores que nossa República já produziu - Rui Barbosa - e que certa vez aduziu para nós, pobres aprendizes, que podemos escolher entre o ler e o refletir, entre o vulgar e o ser raro.

Desta forma, “vulgar é o ler e o escrever, raro é ser  pensante e o trabalhar sempre na reflexão”.

13 comentários:

Fica A Dica disse...

Escrever é arte. Concordo com o texto ai. Acho que nunca li nada do Rui Barbosa (acho).

Shirukaya disse...

Ora, meu caro, e ler não é refletir? Quem simplesmente observa o q está no papel, pelo menos para mim, não pode ser visto como alguem q sabe ler. E o que dizer da escrita então?

^^
Bom post.

Rodrigo disse...

Shirukaya, o ler, nem sempre é refletir.Para mim, o ler é refletir.
O ler envolve muito mais do que observar o que está no papel; deve observar o que esta subminamente escrito(...)E o que dizer da escrita então? Digo que nem toda escrita traz o pensar e a reflexão, pois pessoas se apropriam de idéias que não lhe pertencem, ao invés de criarem com originalidade. enfim, leitura e escrita são fáceis. A extração do sentido, a essência da criação são outros "500".

Jamerson Izaque Widller disse...

bem reflexivo seu post.
a leitura pra mim eh um amor e ódio.
leio, mas gostaria de gostar de ler mais.

Steffi de Castro disse...

Eu amo ler, amo escrever. A leitura nem sempre para mim funciona logo como reflexão, geralmente isso ocorre depois... bom, é isso se eu entendi as entrelinhas do seu texto. Mas ler é também o descobrir, o achar.
Ler é essencial para quem quer deixar de ser vazio, mesmo que muitos não consigam...

Fabiano disse...

concordo que atualmente as pessoas dizem que leem mas sequer compreendem o que as palavras querem dizer. ler é refletir sim, mas pra mim é ler é sentir, sentir como cada palavra vai se sobrepondo a outra forma frases e mais frases.
infelizmente poucos sabem o que é isso.
excelente o post.
abraços.
fabiano

se tiver um tempo conheça o meu blog.

http://blog-do-faibis.blogspot.com/

kbritovb disse...

num entendi piçiroca nenhuma

Ana R. disse...

Belo texto! Ler não é uma arte, ler é uma paixão que você se entrega e se envolve, não é uma coisa que você faz por hábito mas sim por amor! Ler por ler é que nem ir a igreja e ser ateu.

Passa no meu depois,

boa noite!

Vanda Ferreira disse...

Tem um trecho de Mario Quintana que é perfeito: "A gente pensa uma coisa, acaba escrevendo outra e o leitor entende uma terceira coisa... e, enquanto se passa tudo isso, a coisa propriamente dita começa a desconfiar que não foi propriamente dita".

Por lermos demais e por escrevermos demais devemos tomar cuidado para que no final a gente não se perca na ideia do texto, no que queremos passar.

E completo a sua frase inicial do texto: O ler e o escrever, amigos, é o mais simples, quando tem uma lógica.


Adoro como sempre os seus textos, você tem um futuro lindo como escritor!

Cristiano disse...

Opa...
Legal o blog.. tô seguindo...

siga o meu tmb...

http://adrenalinavirtual.blogspot.com/

Mazane disse...

Acabei de participar de um simpósio de Filosofia,e uma das coisas que me chamou atenção foi isso, como tem gente que lê, é tido como "intelectual", mas que no final das contas não apreende PN. É triste mas é assim.

Re disse...

Acho que toda tentativa de 'evolução' é válida, ainda mais intelectualmente falando. Algumas pessoas sentem na escrita uma forma de expor suas reflexões e, para mim, é uma das coisas mais belas que existe: o dom de fazer com que as pessoas sintam o que você sente, por meio de palavras. Quem dera eu estivesse perto de pessoas assim. Ótimo post, parabéns.

Deane Castro disse...

Eu amo ler, mais ler do que escrever, mas ler me dá vontade de escrever e assim vai, você deve saber do que to falando.
E eu gosto de vir aqui ler seus textos.
Tem um blog que eu sigo que a moça sempre escreve bastante, textos grandes mesmo mas que nos envolve e é convidativo para voltar mais vezes; outro nesse blog em questão, vi um comentário de uma pessoa dizendo que os textos dela são grandes demais e que dava preguiça de ler. Imagina... uma pessoa que tem preguiça de ler tá fazendo o que em blogs? Eu fico me perguntando como é o dia a dia de uma pessoa assim. tcs tcs
A preguiça mentar é a pior de todas.

Vou indo, abraço Rodrigo e até mais!